QUAL O LUGAR IDEAL PARA GUARDAR O PERFUME? DESCUBRA!

Seja perfume importado ou nacional, saiba como aumentar a sua duração e validade

A gente costuma ter tanto cuidado na hora de escolher a fragrância ideal para comprar, aquela na qual a gente realmente se identifica, mas nem sempre se tem o mesmo cuidado na hora de armazenar o perfume (ou a colônia).  

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com dó no coração ao ver a fragrância perder a validade antes do tempo. Acredite numa coisa: guardar o seu perfume no lugar certo faz toda a diferença na duração dele – e possivelmente você está “fazendo isso errado”.

Mas não se preocupe, porque você não está sozinho. Assim como diversos outros mitos do universo da perfumaria, o armazenamento é só mais um deles. Por isso, confira abaixo nossas dicas e reveja suas práticas para fazer o seu perfume durar por mais tempo e em perfeito estado! 

Afinal, qual o lugar ideal para guardar o perfume?

Diferente do que muitas pessoas acreditam, o banheiro é o pior lugar da casa para se guardar um perfume. Isso porque o combo calor + umidade + luz “estressam a fragrância e induzem reações químicas, oxidação e alterações visuais e olfativas, reduzindo a durabilidade da fragrância”, explica Débora Xavier, gerente de desenvolvimento de produto da Phebo.


A forma mais correta de guardar um perfume, entretanto, é num lugar seco, fresco, sem calor ou variação de temperatura e dentro da própria caixa do perfume, que vai protege-lo da luz. É superimportante ter essas precações porque tanto o calor quanto a luz aceleram a oxidação natural das matérias-primas.

Evite lugares perto da janela, em cima de cômodas ou penteadeiras. De preferência, opte por guardá-lo dentro do armário ou closet – podem ser os locais mais seguros para garantir a durabilidade da fragrância.

Tomando esses cuidados, você ajudará na durabilidade do seu perfume e conseguirá usá-lo por muito mais tempo.  

Mas o perfume tem validade?

No Brasil, todos os produtos de beleza, assim como de outros segmentos (como alimentação e medicamentos), são obrigados pela ANVISA a ter um selo indicando a sua validade. O prazo de validade é definido pela empresa de acordo com o resultado do teste de estabilidade feito no produto.


Aqui, na Phebo, temos um setor responsável pela qualidade dos produtos. No laboratório, todos os nossos produtos (inclusive perfumes e colônias) são submetidos a situações de “estresse” (como superaquecimento ou esfriamento extremo) para testar a condição de cada produto fabricado.

A partir do comportamento do produto durante esse período de análise é possível determinar a validade. Ou seja, este é o prazo de durabilidade que a empresa geralmente garante que o produto manterá suas propriedades originais e a qualidade.

O Dênis Pagani, do @1Nariz, também fala sobre a validade dos perfumes no vídeo abaixo. Confira:

Então, porque os perfumes importados não têm validade?

Todo produto tem validade. A diferença no exterior é que eles passam a contar a validade a partir do momento que o produto é aberto. Em alguns lugares, como a França, o selo informando a validade só é obrigatória se a validade for menor que 3 anos.

Na maioria dos casos, a validade é informada com um número seguido de um “M” – geralmente dentro de um desenho em formato de pote. Isso significa a quantidade de meses que o produto está previsto para durar. Por exemplo, se estiver “36M”, quer dizer que a validade do produto é de 36 meses após sua abertura.

Como não é muito fácil lembrarmos exatamente a data em que abrimos um produto, o site Cosmetic Calculator informa exatamente a data de fabricação, a validade e o tempo que resta de uso. Basta informar o código do produto (conhecido como 'Batch Code'), que o site irá levantar as informações.