TODO O CHARME E BELEZA DE SANTORINI

Confira nosso guia de viagem!

Faça uma pesquisa na internet sobre viagens incríveis, paradisíacos, românticos ou roteiro para lua de mel: a Grécia aparece na maioria dessas buscas.

O país - com arquipélago formado por quase 6 mil ilhas e ilhazinhas entre os mares Egeu, Jônico, Mirtóico e Mediterrâneo - é um destino dos sonhos de turistas que curtem mar, sol, natureza, culinária e história.

Entre tantos pequenos ‘pedaços de paraíso’, Santorini se destaca. Conhecida como o destino mais romântico da Grécia, a ilha, de 73 quilômetros quadrados de área, surpreende com suas charmosas casinhas pintadas de branco e azul, paisagens encantadoras cercadas por água de um azul cristalino. “O programa imperdível é assistir ao espetáculo do pôr do sol na caldeira do vulcão”, conta Jayme Drummond, do site de viagem Carioca no Mundo.

Considerado por muitos sites e blogs especializados em viagens um dos destinos que todos deveriam conhecer uma vez na vida, a gente compartilha aqui no #UniversoPhebo algumas dicas e curiosidades sobre Santorini que vão ajudar a preparar o roteiro de sua viagem para este paraíso. Confira!  

 

Casa Brancas e igrejas de cúpula azul

Casas caiadas de branco debruçadas no mar e enfileiradas em vielas estreitas são a marca do local. A ilha é dividida em pequenas cidades e vilas e Thira é o nome da capital onde fica localizado o porto e a maioria dos restaurantes, hotéis, bares e mercados. “É uma boa opção para se hospedar, já que a cidade é central e de lá saem ônibus para quase todos os pontos da ilha, além de os preços serem um pouco mais baixos, uma vez que a concorrência e a variedade por lá são maiores”, relata a dupla Luiza Machado e Tatiana de Moraes em seu site,  Melhores Destinos.

Oiá é um vilarejo de ruas estreitas localizado no alto da montanha ao norte da ilha. Por lá, você encontra lojas, galerias de arte, restaurantes e hotéis com uma espetacular vista para o mar. Foi ali que a estilista carioca Mariana Kuenerz escolheu para passar sua lua de mel.  “É um lugar menor, mais exclusivo, na ponta direita da ilha. O pôr do sol ali é inesquecível. É perfeito para passar dias de especiais”, lembra a estilista, conhecida por seus vestidos de noiva.

Para a brasileira Virna Lize, que mora em Santorini desde 2008, visitar a ilha e não encontrar a igreja de cúpula azul é um pecado ‘imperdoável’. “O castelo, o Museu Marítimo e as igrejas como Panagia Platsani, Panagia do Hymn, Santa Cruz e Agios Sostis são alguns dos atrativos da ilha”, diz a blogueira que assina o blog ‘Uma brasileira na Grécia’. Um alívio: Santorini tem mais de 300 igrejas e a maior parte delas com cúpulas azuis.


Praia Paradisíacas

A Red Beach ganhou esse nome pelas areias pretas com nuances avermelhadas. Localizada aos pés da encosta ao sul da ilha, com falésias de cor vermelha ao redor, é considerada uma das praias mais interessantes da cidade. “O passeio de catamarã ao redor da ilha com almoço no barco é imperdível”, conta Mariana Kuenerz.

A baía de Amoudi é outro recanto especial do local onde o turista se sente dentro de um filme com cenário perfeito. Além do mar que convida para mergulho, o local oferece ótimos restaurantes com frutos do mar fresquinhos.

Como conta Adriana Serri, do Viagem e Turismo: “o motivo para tanta tranquilidade é simples: 250 enormes e inclinados degraus separam Amoudi do centro de Oiá. Para baixo, todo santo ajuda. Para cima, a única opção para os preguiçosos é montar no lombo de um burro (a quatro euros a ‘corrida’)”.


Além do mais, Santorini também atrai a turma que gosta de fazer mergulho. São paredões, recifes e cavernas com diversas opções de profundidade que agradam do profissional ao iniciante do esporte.

Pôr do sol

Assistir a esse espetáculo da natureza é uma das atrações principais da ilha. Do alto de seus penhascos, é possível admirar o astro-rei se pondo de vários pontos da ilha. “A paisagem mostra o infinito mar Egeu e o pôr do Sol ali é considerado um dos mais bonitos do mundo!”, diz Cristiana Campos, diretora da agência Rio Travel Turismo.

Vinhedo e história

“Santorini tem algumas boas vinícolas devido ao solo único de origem vulcânica. A produção de vinho, com a uva popular da região chamada Assyrtiko, é especial e vale a visita que incluem também fazer degustação”, aconselha Cristiana.

A jornalista Renata Araujo, que assina o You Must Go Blog recomenda olhar para os vinhos de sobremesa. “A ilha tem vinhos brancos excepcionais feitos com uvas que levam de doze a vinte anos para serem cultivadas”, diz. Outra boa atração da ilha são sítios arqueológicos como os de Akrotiri, onde é possível ver ruinas e pinturas antigas.


Passeios

A ilha possui ruas lotadas de lojinhas e restaurantes com vista para o mar. Para quem gosta de agito, Santorini tem ótimas opções de baladas e clubes de música. “Recomendo usar sapatos confortáveis já que tem muita subida e descida, além do chão ser de pedra. O vento também costuma ser comum. Então, mulheres, preparem os cabelos”, diz Renata Araújo do You Must Go Blog. É recomendado reservar pelo menos quatro dias inteiros para conseguir aproveitar todos os encantos da ilha.

Quando ir

Julho e agosto são o ápice do verão, ou seja, espere dezenas de turistas em qualquer canto da ilha. Junho e setembro são meses ainda quentes, mas com um fluxo menor de pessoas – o que alivia na hora de visitar um ponto mais turístico ou almoçar com mais tranquilidade num restaurante de frente para o mar.

Abril e outubro são meses em que os dias costumam ficar mais amenos. Geralmente, não chega a ter dias muitos frios, mas a máxima não passa dos 25°C.