CONHEÇA 10 LIVROS INCRÍVEIS DE MULHERES EMPODERADAS E INSPIRADORAS

De biografias à estudos mais profundos, confira nossa seleção de livros incríveis e aproveite a leitura!

Nada melhor do que aprender com pessoas inspiradoras, não acha? Sorte a nossa, cada dia mais uma mulher incrível se levanta e nos ensina algo novo – seja com a própria experiência de vida ou com exemplos de terceiros que devem ou não ser seguidos.

O melhor de tudo: todas têm uma capacidade maravilhosa de abrir nossas cabeças e nos mostrar uma realidade que estava à nossa frente e, “apenas”, não tínhamos dado conta. É bom lembrar: aprender é algo realmente necessário, sempre, e mudar de opinião é válido e super ok!

Inclusive, algumas das maiores conferências do mundo, como o TED, têm também cada vez mais aberto espaço para essas mulheres. Existem alguns bons exemplos a serem seguidos, como a Brené Brown, que fala maravilhosamente bem sobre como devemos (todos, inclusive homens) aceitar e aprender a lidar com a vulnerabilidade (vale conferir também o documentário sobre ela na Netflix!) e a Sheryl Sandberg, executiva do Facebook e uma das principais mentoras americanas quando o assunto é sobre mulheres na liderança.



Inspiração em formato de livros: confira 10 indicações para devorar já

Há palestras que são tão inspiradoras que acabam sendo registradas também em forma de livro. É o caso da superescritora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie – seria impossível não mencioná-la num artigo sobre mulheres empoderadas. Além de ser frequentemente chamada para falar abertamente sobre o conceito do feminismo e questões relacionadas à política e igualdade racial - inclusive, foi capa da edição brasileira da Marie Claire em abril deste ano -, ela conta com 6 livros publicados – o último é especialmente em relação à educação infantil.

O livro de bolso “Sejamos Todos Feministas”, facílimo e super rápido de ser lido,  é uma adaptação da palestra que fez no TEDx, em 2013, e que conta com mais de 5 milhões de visualizações. Para quem está dando os primeiros passos no assunto, é um livro importantíssimo e sem mistério para entender as diferenças atuais de gênero.

Premiado pelo National Books Critics Circle Award, o livro “Americanah”, também da Chimamanda, é perfeito para quem gosta de um romance cheio de senso crítico e poítico. O bacana deste livro, é que ela conta uma história que faz um mix entre ficção e realidade – em um momento do livro, ela conta como afroamericanos se sentiram quando Obama venceu as eleições de 2009.



Estudo aprofundado

Simone de Beauvoir é, sem dúvida, uma das mulheres mais conhecidas do movimento feminista. Um dos seus livros mais conhecidos, O Segundo Sexo, lançado em 1949, é um verdadeiro estudo e referência sobre a condição feminina na sociedade. Leitura indispensável para quem deseja se aprofundar no assunto, o livro é tão profundo que a comercialização dele chegou a ser proibida no Vietnã.

Dona de best-sellers, como Quem Tem Medo do Feminismo Negro? e O que é Lugar de Fala?, Djamila Ribeiro é um dos principais nomes do feminismo negro brasileiro. Nos livros, ela aborda conceitos mais profundos sobre a igualdade de gênero e questões raciais e sociais.

primeiro livro é um convite à análise sobre o comportamento das pessoas em relação a mulheres negras, como silenciamento e apagamento de personalidade, explorando memórias da sua infância e adolescência, além de recuperar artigos publicados por ela na revista Carta Capital, entre 2014 e 2017. O segundo, como o nome já sugere, questiona quem tem direito à voz numa sociedade “branca” e “masculina”.

Biográficos

Com mais de 10 milhões de cópias vendidas, o livro autobiográfico Minha História, da ex-primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, é sucesso absoluto e pode se tornar o livro biográfico mais vendido da história.



Não é segredo para ninguém que a Michelle é uma das mulheres mais influentes e admiradas atualmente. No livro, ela conta desde a sua infância, em Chicago, suas experiências como mulher afroamericana e seus sucessos e decepções – tudo de uma maneira muito “gente como a gente”.

Opiniões sobre gestão à parte, Theresa May foi a segunda mulher a governar o Reino Unido como primeira-ministra. Considerava-se uma feminista, como já falou, embora tenha decepcionado um pouco em relação à luta sobre a igualdade de gênero – por estar focada totalmente no Brexit, que acabou não acontecendo.

biografia Theresa May: a Enigmática Primeira-Ministra, escrita pela jornalista britânica Rosa Prince, mapeia a luta e as conquistas de uma mulher que teve de lutar contra a desvalorização do Parlamento, dominado por homens, em relação ao seu governo.

Com uma pitada de autoajuda

Se a proposta é procurar inspiração para liderança e carreira profissional, Sheryl Sandberg é o principal nome por trás disso. Diretora de Operações do Facebook, também foi Vice-Presidente de vendas e operações na Google e chefe de gabinete do Tesouro dos Estados Unidos.




Além de dar diversas palestras e entrevistas, Sheryl lançou o livro Faça Acontecer, em 2013, com o intuito de apoiar e auxiliar mulheres no mercado de trabalho. Com base na sua própria experiência (que, diga-se de passagem, não é pouca), ela conduz de forma muito clara o que precisa e o que não precisa ser feito, encorajando mulheres a sonharem alto e alcançarem o seu lugar na mesa.

Shonda Rhimes, conhecida principalmente pelos fãs de Grey’s Anatomy, Scandal e How To Get Away With Murder, também é outro nome que se deve ter na cabeça. A produtora lançou o livro O Ano em que Disse Sim, lá em 2016, mas reverbera até hoje.

Com bom humor, ela conta como abandonou sua antiga vida infeliz e a transformou completamente depois de uma simples aposta com a irmã: de dizer sim a tudo durante um ano. É uma bela combinação entre a auto-crítica e a vontade de sair da zona de conforto, com determinação e coragem! O sucesso também fez render uma incrível palestra no TED, também em 2016.

 


 

Perfume BronzePerfume Fava Tonka