4 exercícios para melhorar o olfato para você colocar em prática

uma mulher cheirando uma fita olfativa
Publicado em: Biblioteca Olfativa

É possível treinar o olfato? Sim! — e nós ensinamos exercícios para melhorar o olfato que vão permitir que você sinta mais as notas olfativas!

Cheiro de giz de cera, dos almoços de domingo, do café recém-passado e do jasmim que abriu no canteiro. Cheiro de fruta madura, do gás vazando na cozinha e do perfume do vizinho no elevador. Que sensações você tem ao imaginar essas situações? Para quais lugares essas lembranças te transportam?

Pensar sobre a conexão entre o olfato, memórias e as emoções faz com que a gente acredite que tal sentido é primitivo e instintivo, ou que apenas pessoas dotadas de habilidades especiais conseguem explorar essa interconectividade. Mas você sabia que existem exercícios para melhorar o olfato?

Pois é! Esse “superpoder” pode ser treinado ao longo dos dias para que tenhamos mais prazer e riqueza nas interações com o mundo ao redor. A nossa conversa aqui vai ser sobre isso!

Qual é a importância do olfato?

A capacidade de sentir odores sempre esteve muito ligada à sobrevivência. Com ela, podemos identificar alimentos tóxicos ou estragados e perceber um ambiente perigoso, como o gás que vaza silenciosamente. Porém, quando comparamos o olfato humano com o de outros animais, nos damos conta de que esse sentido perdeu um pouco a sua importância na história evolutiva do homem.

Mas isso não quer dizer que o olfato não participe do nosso dia a dia — muito pelo contrário! Ele assume um papel extremamente especial nas interações sociais. As trocas olfativas estreitam a relação da mãe e com seu bebê, além de impactarem a escolha dos parceiros de vida.

O que acontece é que apenas não prestamos atenção à maneira como as fragrâncias impactam o nosso cotidiano. Damos mais atenção aos estímulos visuais e auditivos que recebemos, sem perceber que há um mundo paralelo acontecendo simultaneamente, que pode ter um lugar de destaque nessa dança de experiências.

As partículas aromáticas viajam até uma região do nosso cérebro, chamada de sistema límbico — e conhecido como cérebro emocional. É ele quem faz a conexão entre odores, memórias e emoções, a nossa memória olfativa.

É por isso que você pode se sentir nostálgico ao sentir o cheiro dos materiais escolares que usava na infância ou da comida preparada por sua avó nos almoços de domingo.

Pode ser que alguns sentimentos não muito agradáveis venham à tona quando você sente o perfume que costumava usar na adolescência ou de um ex-parceiro de vida, e esta é a beleza de explorar esse sentido: compreender as sensações que as fragrâncias evocam.

Quais são os benefícios de treinar o olfato?

Quando a gente se dá conta de que estamos cercados de cheiros e de que eles provocam emoções diferentes em cada pessoa, percebemos quanta coisa esplêndida estamos perdendo ao não dar valor ao olfato. Afinal, quem não gostaria de ter mais sensações prazerosas ao longo do dia?

Os exercícios para melhorar o olfato permitem que a gente explore e experiencie o mundo de outras formas, de maneiras mais ricas, mais profundas. Aprimoramos o paladar e sentimos prazer por sabores diversificados.

Como o olfato está intimamente ligado ao lado emocional do nosso cérebro, fazer uso das mais diversas fragrâncias que relaxam e energizam se torna uma poderosa ferramenta para promover o bem-estar e o equilíbrio espiritual. Não é à toa que a técnica traz efeitos terapêuticos intensos e reveladores.

Isso sem falar em nossos perfumes — os exercícios para melhorar o olfato podem fazer com que a gente perceba melhor a composição da pirâmide olfativa, entendendo as notas de saída, de coração e de fundo.

Além disso, prestar atenção a essas sensações e desenvolver essa habilidade é uma forma de estimular uma área cerebral nada desprezível. Aliás, algumas disfunções neurológicas ligadas ao olfato podem ser o primeiro indicativo de doenças como Alzheimer e Parkinson.  

Agora, responda: com que frequência você presta atenção à forma como o seu corpo reage aos estímulos que estão à sua volta?

Quais são os melhores exercícios para melhorar o olfato?

Com a prática diária de poucas atitudes, você aperfeiçoa o seu sentido e redescobre inúmeras coisas a respeito de si. Olha só como são simples os exercícios para melhorar o olfato!

1. Pratique mindfulness

Prestar atenção à sua própria fisiologia é uma das práticas mais revolucionárias que alguém pode desenvolver para a própria saúde e o bem-estar. A base para o mindfulness é focar na respiração e em como o ar flui para dentro dos pulmões, trazendo a sua presença para o momento presente — é atentar para o que está acontecendo com o seu corpo e às sutilezas do ambiente ao redor.

À medida que você avança no mindfulness, dá valor a detalhes que passavam despercebidos. Então, você passa a compreender melhor os motivos que levaram você a reagir de determinada forma diante das situações corriqueiras.

Durante a prática, tente observar: você está sentindo mais o cheiro do difusor de ambiente ou das plantas que tem ao redor? Há outras fragrâncias invadindo a sua casa? Apenas sinta e perceba.

Você pode fazer isso ao aplicar uma colônia em si e ir notando a evolução das notas, porque elas vão mudando. Por exemplo, as notas de saída você sente até os primeiros 30 minutos após a aplicação.

2. Use a mesma fragrância vários dias seguidos

Esse exercício é uma dica de Helen Augusto, especialista em perfumaria. "Estimulo muito a pessoa usar por cinco a sete dias o mesmo perfume, não intercalar com outro nem fazer nenhum tipo de layering".

Ao repetir a fragrância por uma semana, "você passa a entender cada uma das notas e da família olfativa", ela aponta. É por isso que não dá para conhecer 100% o perfume apenas pelas fitas olfativas, aqueles papeizinhos em que aplicamos a fragrância na loja.

"Não adianta a pessoa ir até à loja, sair com uma fita olfativa e falar que o perfume não é bom ou não gosta. É fundamental sentir a evolução do perfume na própria pele, porque cada cheiro muda de acordo com cada indivíduo", diz Helen Augusto.

Quando você usa o mesmo perfume direto por uma semana, pode entender melhor as nuances, as notas de saída, corpo e fundo e até reconhecer alguns elementos da composição dos perfumes que mais gosta.

Outro ponto é ler o caminho olfativo do perfume para entender quais elementos você sente e se destacam na sua percepção. Isso também pode ajudar você na hora de comprar perfumes online. Nas embalagens dos perfumes e colônias da Phebo, trazemos isso de forma bem clara.

3. Preste atenção aos odores que sentiu durante o dia

Como dissemos na nossa primeira dica, o mindfulness faz com que você naturalmente preste mais atenção a tudo o que está acontecendo ao seu redor. Mas você pode desenvolver essa habilidade mesmo se não tiver muito interesse em praticar o mindfulness — apenas lembre-se de que esse exercício de foco será mais ativo.

Então, comece a atentar para o cheiro que você sente ao entrar no banco, por exemplo. No cheiro que as roupas lavadas exalam ao secar sob o sol, na fragrância que sobe no jardim após a chuva e nas diferenças ao percorrer os corredores do supermercado.

Vá à feira, sinta os diversos cheiros do ambiente e memorize-os. Estamos cercados de odores; traga-os à sua consciência.

4. Anote e descreva o que sentiu

Para complementar o exercício anterior e melhorar mesmo o seu olfato, ao final do dia anote esses cheiros e descreva as sensações que teve ao senti-los. Dar um nome a eles e atribuir a sensação do momento (de quando ele ocorreu), associando as fragrâncias à situação que está vivenciando, é uma maneira de apurar o olfato.

As notas cítricas, por exemplo, nos remetem ao frescor, à energia e à disposição, por exemplo, enquanto as notas amadeiradas são mais envolventes, provocando sensações de conforto e relaxamento. Mas note como cada nuance afeta você de modo particular.

Com o tempo, você vai perceber que até o seu vocabulário melhora! À medida que seu diário de sensações olfativas cresce, você descobre novas palavras para descrever as suas emoções.

A vida moderna nos oferece inúmeros estímulos visuais e auditivos, mas dar mais valor aos odores que nos cercam é ressignificar o mundo e enriquecer a vida como um todo. Então, praticar alguns exercícios para melhorar o olfato é experienciar a natureza de novas formas, ao mesmo tempo que é uma viagem para dentro de si mesmo.

Que tal compartilhar o post nas suas redes sociais para que mais pessoas conheçam essas técnicas também?

Carregando...
2489 visualização(ões)

Colaborou para este conteúdo

Perfumaria Phebo
Perfumaria Phebo

Em 1930, os primos portugueses Antonio e Mario Santiago fundaram em Belém - no coração da Amazônia - a Phebo, uma perfumaria de altíssima qualidade e com fragrâncias marcantes e originais. O nome Phebo, o deus grego do Sol, foi escolhido para simbolizar o nascimento de uma nova Era da perfumaria brasileira. Com mais de 90 anos de história, a Phebo mantém a sua tradição de inovar com fragrâncias únicas e sofisticadas.

Comentários
Deixe o seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado