Qual o lugar ideal para guardar o perfume? Descubra!

Qual o lugar ideal para guardar o perfume? Descubra!
Publicado em: Biblioteca Olfativa

A gente costuma ter tanto cuidado na hora de escolher a fragrância ideal para comprar, aquela na qual a gente realmente se identifica, mas nem sempre se tem o mesmo cuidado na hora de armazenar o perfume (ou a colônia).  

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com dó no coração ao ver a fragrância perder a validade antes do tempo. Acredite numa coisa: guardar o seu perfume no lugar certo faz toda a diferença na duração dele – e possivelmente você está “fazendo isso errado”.

Mas não se preocupe, porque você não está sozinho. Assim como diversos outros mitos do universo da perfumaria, o armazenamento é só mais um deles. Por isso, confira abaixo nossas dicas e reveja suas práticas para fazer o seu perfume durar por mais tempo e em perfeito estado! 

Afinal, qual o lugar ideal para guardar o perfume?

Diferente do que muitas pessoas acreditam, o banheiro é o pior lugar da casa para se guardar um perfume. Isso porque o combo calor + umidade + luz “estressam a fragrância e induzem reações químicas, oxidação e alterações visuais e olfativas, reduzindo a durabilidade da fragrância”, explica Débora Xavier, gerente de desenvolvimento de produto da Phebo.

A forma mais correta de guardar um perfume, entretanto, é num lugar seco, fresco, sem calor ou variação de temperatura e dentro da própria caixa do perfume, que vai protege-lo da luz. É superimportante ter essas precações porque tanto o calor quanto a luz aceleram a oxidação natural das matérias-primas.

Evite lugares perto da janela, em cima de cômodas ou penteadeiras. De preferência, opte por guardá-lo dentro do armário ou closet – podem ser os locais mais seguros para garantir a durabilidade da fragrância.

Tomando esses cuidados, você ajudará na durabilidade do seu perfume e conseguirá usá-lo por muito mais tempo.  

Mas o perfume tem validade?

No Brasil, todos os produtos de beleza, assim como de outros segmentos (como alimentação e medicamentos), são obrigados pela ANVISA a ter um selo indicando a sua validade. O prazo de validade é definido pela empresa de acordo com o resultado do teste de estabilidade feito no produto.

Aqui, na Phebo, temos um setor responsável pela qualidade dos produtos. No laboratório, todos os nossos produtos (inclusive perfumes e colônias) são submetidos a situações de “estresse” (como superaquecimento ou esfriamento extremo) para testar a condição de cada produto fabricado.

A partir do comportamento do produto durante esse período de análise é possível determinar a validade. Ou seja, este é o prazo de durabilidade que a empresa geralmente garante que o produto manterá suas propriedades originais e a qualidade.

O Dênis Pagani, do @1Nariz, também fala sobre a validade dos perfumes no vídeo abaixo. Confira:

https://youtu.be/5sYQswrH35E

Então, porque os perfumes importados não têm validade?

Todo produto tem validade. A diferença no exterior é que eles passam a contar a validade a partir do momento que o produto é aberto. Em alguns lugares, como a França, o selo informando a validade só é obrigatória se a validade for menor que 3 anos.

Na maioria dos casos, a validade é informada com um número seguido de um “M” – geralmente dentro de um desenho em formato de pote. Isso significa a quantidade de meses que o produto está previsto para durar. Por exemplo, se estiver “36M”, quer dizer que a validade do produto é de 36 meses após sua abertura.

Como não é muito fácil lembrarmos exatamente a data em que abrimos um produto, o site Cosmetic Calculator informa exatamente a data de fabricação, a validade e o tempo que resta de uso. Basta informar o código do produto (conhecido como 'Batch Code'), que o site irá levantar as informações.

Mesmo assim, é importante lembrar que se deve sempre respeitar as formas de armazenamento contidas na embalagem do produto. Seguindo nossas dicas, você garante a duração do seu perfume e evita que ele “estrague” antes da hora.

Como identificar um perfume “estragado”?

Se por acaso você não armazenou da forma como deveria e quer identificar se seu perfume ainda está bom para uso, a gente te ajuda. Não é difícil identificar um perfume “estragado”.

Isso acontece quando o líquido oxida, ou seja, quando sua cor e cheiro se diferem do original. “Geralmente, o perfume fica espesso e se sente um odor resinoso ao abrir o frasco”, conta Renata Aschar, especialista em perfumes.

Infelizmente, quando isso acontece, não há nada que fazer a não ser descarta-lo e adquirir um novo. Algumas pessoas tentam “salvar” o perfume de alguma forma, mas Renata adverte: “não tente nem diluir com álcool que não irá funcionar”.

É importante saber identificar a diferença do seu perfume original para a versão oxidada, pois não é recomendado o uso do produto estragado. Se você perceber que tanto a cor quanto o cheiro do perfume estão diferentes, não arrisque. Caso contrário, poderá causar sérias irritações na pele.

Como descartar corretamente o frasco de perfume?

O vidro é um material 100% reciclável. O descarte consciente deste material é importante para evitar problemas ambientais sérios, como o acúmulo de água (prato cheio para doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypt) e entupimento de bueiros.

Por demorar tanto tempo para se decompor, existem várias organizações de coleta seletiva para a reciclagem do vidro. Também há ONGs que fazem trabalho artesanais com vidros – e seu frasco antigo pode virar um vaso para flores ou uma luminária, por exemplo.

No site da eCycle é possível achar pontos de coleta de cerca de 170 tipos de reciclagem espalhados pelo Brasil. Também listamos, aqui embaixo, outros pontos de coleta seletiva de alguns estados do país. Confira:

Rio de Janeiro – Coleta Seletiva  da COMLURB

São Paulo – Coleta Seletiva da AMLURB

Minas Gerais – Coleta Seletiva Ponto Verde – Belo Horizonte

Santa Catarina – Coleta Seletiva  da Comcap – Florianópolis

Bahia – Coleta Seletiva da Prefeitura de Salvador

Distrito Federal – Coleta Seletiva do GDF

Carregando...
2307 visualização(ões)

Colaborou para este conteúdo

Perfumaria Phebo
Perfumaria Phebo

Em 1930, os primos portugueses Antonio e Mario Santiago fundaram em Belém - no coração da Amazônia - a Phebo, uma perfumaria de altíssima qualidade e com fragrâncias marcantes e originais. O nome Phebo, o deus grego do Sol, foi escolhido para simbolizar o nascimento de uma nova Era da perfumaria brasileira. Com mais de 90 anos de história, a Phebo mantém a sua tradição de inovar com fragrâncias únicas e sofisticadas.

Comentários
Deixe o seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado