Memória olfativa: por que alguns cheiros nos trazem boas lembranças?

memória olfativa
Publicado em: Biblioteca Olfativa

Eles são capazes de trazer à memória diversas emoções e sentimentos. Entenda como!

Ainda não foi inventada uma máquina do tempo, mas é certo que nossa memória olfativa tem o poder de nos transportar em poucos instantes para momentos inesquecíveis. Já reparou? Basta sentir um cheiro especial que a lembrança aflora no mesmo segundo. Tanto que alguns perfumes específicos podem deixar a gente mais feliz, por exemplo, pois remetem a situações especiais da nossa vida.

A memória olfativa é tão poderosa que, ao sentir um cheiro de algum alimento, na mesma hora podemos sentir vontade de comê-lo, mesmo estando sem fome. Sem contar que alguns cheiros de limpeza ou de roupa limpa permitem que a gente se sinta em casa, mesmo estando longe. Os cheiros têm tudo a ver com emoções, sejam elas acolhedoras ou não.

A psicóloga e especialista em perfumaria, Ana Volpe (siga no Instagram!), conversou com a gente para falar sobre o que existe por trás das memórias olfativas. Uma coisa é certa: não necessariamente tem a ver com magia e, sim, com o poder do nosso cérebro. Confira!

O que é a memória olfativa?

O cérebro humano é uma máquina quando se trata de guardar lembranças, seja de acontecimentos bons ou ruins. Recordamos os rostos das pessoas, o tom de voz de alguém, o toque e, também, diversos cheiros, que é de onde vem o termo ‘memória olfativa’. Não existe uma quantidade exata, mas de acordo com Ana, “uma pessoa comum pode armazenar cerca de dez mil cheiros”.

Dessa maneira, a memória olfativa é como se fosse uma biblioteca de cheiros que vamos sentindo ao longo da vida e que nos marcam de alguma forma. Pode ser o perfume que um parente querido usou em algum dia ou que nós mesmos usamos, cheiros de comida que nos transportam para uma data específico…

Porém, odores que não nos agradam tanto também fazem parte da memória olfativa. “Tem muita gente que não consegue entrar em hospital porque se lembra do cheiro, tem aqueles que não gostam de academia pelo mesmo motivo. É muito comum escutar esse tipo de depoimento”, relata.

Como a memória olfativa funciona?

O mais interessante quanto a esse tipo de memória é que o nervo olfatório, parte do cérebro que processa as fragrâncias, fica bem próximo do sistema límbico, responsável por reger nossas emoções e comportamentos.

“O sistema límbico coordenada tanto a memória de longo prazo, como também nossas emoções e nosso comportamento. Assim, tudo o que ficou arquivado em termos de sensações e sentimentos, e foi verificado pelo sistema límbico, está bem próximo da parte do cérebro que vai interpretar o olfato”, explica a psicóloga.

Por que ela nos traz tantas emoções?

A proximidade entre o nervo olfatório e o sistema límbico faz com que os cheiros despertem nossas emoções de forma quase automática, remetendo-nos às mais variadas lembranças – como aquele abraço gostoso em uma pessoa que usava um determinado perfume ou a sensação de conforto quando começa a chover e sentimos o cheiro do asfalto molhado.

“O mais curioso e que me fascina é porque o olfato, apesar de ser o sentido mais demorado a ser estimulado — pois os cheiros dependem das moléculas de ar entrarem em contato com as fossas nasais, acaba sendo o mais rapidamente interpretado. Isso porque mexe totalmente com emoção... Não tem nada de racional”, explica Ana.

É por esse motivo que cheiros de comida mexem tanto com a gente. “Às vezes, você nem está com fome, mas sente cheiro de pão quente. Na mesma hora, dá vontade de comer. Pela razão, você não teria que fazer isso, mas é a emoção falando”, diz.

Como o gosto por perfumes está associado à memória olfativa?

A preferência por um ou outro perfume não tem muita explicação lógica, como já falamos é mais uma questão do que realmente toca você. E a personalidade das pessoas pode influenciar, como Ana Volpe explica.

“Uma vez que vai direto para a emoção, não se trata de uma escolha racional. E, por meio da personalidade de uma pessoa, é possível fazer esse diagnóstico psicológico olfativo. Por exemplo, as mulheres mais exuberantes costumam usar um floral mais forte ou com toque amadeirado. Já as mais tímidas preferem cítricos, florais frescos e aromáticos, que são as fragrâncias com mais notas de topo e que evaporam mais rápido”.

A memória olfativa e a Perfumaria Phebo: quais cheiros podem despertar ótimas lembranças?

A Phebo existe desde 1930, são 90 anos de história e, claro, alguns produtos fazem parte da memória olfativa dos brasileiros.

  • Sabonete Odor de Rosas: este sabonete em barra foi o primeiro produto da Phebo e mantém a fragrância original, com flores e toque de especiarias. Também existe na versão líquida. Atualmente, é um dos principais produtos da marca a despertarem memórias queridas.
  • Trio Mini Colônias Lavandas: o cheiro de lavanda é um clássico e esta versão da Perfumaria Phebo explora as diferentes nuances da planta, passando pelo caule, pelas folhas e flores. É um cheiro querido pela maioria dos brasileiros.
  • Água de Néroli: esta água traz toda a delicadeza da flor de laranjeira, com notas de fundo como Musk e Fava Tonka. Aconchegante como um abraço!
  • Sabonete Líquido Antiodor Folhas de Menta: suave e com função antiodor. O frescor das notas de menta e gerânio trazem a sensação prazerosa da limpeza, além de tirar o cheiro de condimentos na mão – sobra só o cheirinho bom da comida!
  • Difusor de Rosmarino: para deixar os ambientes da sua casa com uma fragrância que remete ao orvalho do mar, graças à mistura de limão siciliano e lavandim. Muitas pessoas têm uma conexão forte com o mar e Rosmarino ajuda a trazer essa sensação para dentro de casa.

Se você assistiu ao filme Perfume de Mulher, deve se lembrar de algumas cenas em que o personagem de Al Pacino adivinha o nome das fragrâncias usadas pelas mulheres — agora sabemos que é pura sensibilidade e boa memória olfativa.

E quanto a você, já parou para refletir sobre os cheiros mais marcantes e sobre os perfumes que mais lhe trazem boas memórias? É um exercício que vai proporcionar muito conforto ao dia a dia!

Gostou de saber mais sobre a memória olfativa e revisitar algumas fragrâncias clássicas da Perfumaria Phebo? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber mais conteúdos como esse direto em seu e-mail!

Carregando...
1894 visualização(ões)

Colaborou para este conteúdo

Perfumaria Phebo
Perfumaria Phebo

Em 1930, os primos portugueses Antonio e Mario Santiago fundaram em Belém - no coração da Amazônia - a Phebo, uma perfumaria de altíssima qualidade e com fragrâncias marcantes e originais. O nome Phebo, o deus grego do Sol, foi escolhido para simbolizar o nascimento de uma nova Era da perfumaria brasileira. Com mais de 90 anos de história, a Phebo mantém a sua tradição de inovar com fragrâncias únicas e sofisticadas.

Comentários
Deixe o seu comentário
Seu endereço de e-mail não será publicado